Blog, Links Patrocinados, Visitantes Qualificados,

Erros comuns cometidos nos anúncios do Google AdWords

Por Jean Vidal em 23 de setembro de 2015
Os erros muitos comuns em anúncios de Google AdWords que devem ser evitados a fim de possibilitar o bom andamento de uma campanha. Confira!
Leitura de 4 minutos
Erros comuns cometidos nos anúncios do Google AdWords
5 (100%) 7 votes

Seja por falta de conhecimento ou de prática, frequentemente algumas empresas investem bastante dinheiro no Google AdWords e acabam se frustrando por não alcançar os resultados esperados, neste caso, alguns erros estão sendo cometidos e eles são mais comuns do que pensamos.

No post de hoje, vamos tratar sobre erros comuns em anúncios de AdWords que devem ser evitados a fim de possibilitar o bom andamento de uma campanha deste tipo. Veja abaixo:

Mandar o visitante para a sua página principal (Home)

Podemos afirmar que este é um dos equívocos mais corriqueiros em anúncios do AdWords. Geralmente, os anúncios são direcionados para uma oferta específica, seja ela um produto, serviço ou conteúdo. Assim, não é correto fazer com que o usuário fique procurando por essa oferta dentro do seu website.

Ao levar o visitante para a página de destino específica para a oferta anunciada, a taxa de conversão tende a aumentar. Além disso, se as páginas de destino estão corretamente alinhadas com o texto do anúncio, isso é levado em conta para melhorar o índice de qualidade do seu anúncio no AdWords.

Má escolha das palavras-chave

O Google AdWords tem como fundamento básico de funcionamento de suas campanhas basear-se nos termos ou palavras-chave definidas. Focar em termos de palavras-chave de ampla busca, mas também de grande concorrência, ocasiona um alto custo para o anunciante.

Termos muito genéricos também são comumente utilizados, o que pode até gerar um bom volume de cliques, mas impede que sua empresa seja levada ao encontro de clientes com o perfil desejado.

Além disso, frequentemente empresas usam palavras-chave que têm pouca ou quase nenhuma relação com a oferta, quando na verdade elas devem estar claramente relacionadas ao que está sendo oferecido pelo anúncio.

Não usar as opções de correspondência para palavras-chave

Outro erro bastante comum é não classificar adequadamente as suas palavras-chave nas categorias de correspondência oferecidas pelo AdWords. Ao listar uma série de palavras-chave, você pode categorizá-las para que o Google determine o quão próximas elas estarão dos termos buscados pelos usuários.

Na correspondência ampla, seu anúncio poderá aparecer para um público mais amplo. Já a correspondência exata é o contrário, esta trará um público menor e mais segmentado. Na correspondência de frase, seu anúncio aparece somente quando a combinação das palavras inseridas pelo usuário respeita a ordem das suas palavras-chave.

Por fim, na correspondência ampla modificada, tem-se uma audiência grande porém de forma mais controlada, ou seja, ao colocar um “+” na frente de uma palavra, o Google entende que esta deve necessariamente estar dentro da pesquisa para que seu anúncio apareça.

Não usar palavras-chave negativas

Sem você saber, alguns termos de busca indesejados podem estar ativando seus anúncios. São usuários que não buscam exatamente o que você oferece e, assim, podem estar ocasionando um desperdício de recursos com visualizações e eventuais cliques.

O uso de palavras-chave negativas (ou correspondência negativa) permite eliminar alguns desses termos indevidos. Assim, seu anúncio não será exibido caso a busca do usuário contenha um termo que não faça sentido para a sua oferta.

Uma boa dica é sempre verificar o relatório de termos de pesquisa. Lá você pode ver todas as palavras que foram buscadas e geraram cliques no seu anúncio, excluindo aquelas que não forem interessantes para seu negócio.

Excesso de palavras-chave dentro de um grupo de anúncios

Outro erro que acontece com muita frequência. Se você coloca todos os termos em uma só lista, dentro de um único grupo de anúncios, está correndo o risco de ter imprimido um anúncio que tem pouca relação com a busca do usuário, como consequência, os índices de qualidade das suas palavras-chave (que medem a relevância do seu anúncio) vão diminuir, assim como a taxa de cliques.

Quanto mais parecidas forem as palavras-chave com o texto do anúncio (especialmente o título), a chance de uma melhor taxa de cliques será maior. É recomendado trabalhar com pequenos grupos (3 ou 4 palavras) para que cada anúncio reflita com exatidão aquele conjunto de termos.

Certamente estes não são os únicos deslizes quando se trata de anunciar no Google AdWords. Existem outros exemplos de práticas que devem ser corrigidas para gerar melhores resultados nesta que é a ferramenta de publicidade online mais usada no mundo.

Quer continuar aprendendo sobre AdWords, indico conferir o nosso guia ilustrado para criar a sua primeira campanha.

E você, está cometendo algum desses erros em seus anúncios no AdWords? Ou tem alguma dica para compartilhar? Comente!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Vidal

Jean Vidal

CEO e Growth Hacker em Conexorama
Atuo há mais de 14 anos com Marketing Digital, tendo participado do nascimento da Resultados Digitais. Tenho experiências como Gerente de Ecommerce e participei diretamente na implantação de mais de 100 projetos de Inbound Marketing.
Jean Vidal
  • Pedro Correia Guedes

    Gostei, principalmente sobre o não uso de palavras negativas e do uso em excesso de palavras chaves em um mesmo anúncio. Todo bom profissional da área de marketing precisa estar atentos aos pequenos detalhes, são eles que no fim das contas são responsáveis por um anúncio bem feito e direcionado para as pessoas certas.