Blog, SEO, Visitantes Qualificados,

5 Ferramentas SEO fantásticas para melhorar o posicionamento orgânico

Por Penélope Vitória em 24 de novembro de 2016
As ferramentas analíticas de SEO que te ajudarão a entender o tráfego, os concorrentes e que decisões tomar com estas informações em mãos. Confira!
Leitura de 8 minutos
5 Ferramentas SEO fantásticas para melhorar o posicionamento orgânico
5 (100%) 4 votes

Trabalhar com SEO é um “trabalho de formiguinha”. Ou seja, quero dizer que é preciso muito esforço e paciência para colher bons frutos. Sempre haverão novas regras, atualizações e mudanças nos algoritmos dos buscadores. O mais instigante é que, para cada mudança dos buscadores, surgem novas ferramentas e estratégias de SEO para conseguir encontrar as tão sonhadas respostas para um bom posicionamento orgânico.

Nesse contexto,utilizar ferramentas não trata-se apenas de beneficiar o site e não tem a ver apenas com os buscadores. Utilizar ferramentas de SEO adequadas para o seu negócio cria uma rede escalável de vantagens, que vão desde a economia de tempo até àquela famosa “eureka!”, que poupa energia e também dinheiro. Afinal, conseguir atrair um tráfego orgânico qualificado é o sonho de qualquer marca, não acha?!

Em outros artigos, já falamos sobre algumas estratégias de SEO essenciais e também de alguns plugins que podem otimizar o SEO On Page no WordPress. Se você tiver interesse em aprofundar ainda mais o seu conhecimento, sugiro também que veja o nosso ebook SEO para quem tem blog.

No artigo de hoje, falaremos sobre ferramentas analíticas de SEO, que o ajudarão a entender o tráfego que o site vem conquistando, os sites concorrentes e, claro, que decisões tomar com estas informações em mãos. Nos acompanha nessa? Vamos lá!

1. SEMrush: a ferramenta SEO número 1

O SEMrush é como se fosse uma arma secreta da batalha nas SERPs (páginas de resultados). Por isso, quem trabalha com SEO sabe que o SEMrush é a ferramenta número 1 para avaliar ADS e SEO. Além de apresentar informações detalhadas sobre os sites concorrentes, aponta  o que deve ser feito para conseguir melhor posicionamento.

Por ter tantas funcionalidades, o SEMrush pode parecer complexo, mas, basicamente, o que você tem a fazer é encontrar os seus principais concorrentes, observar para quais palavras-chave ranqueiam bem e criar o melhor conteúdo que puder.

Ganhar posições vai depender de muito monitoramento e de outras ações conjuntas. Mas criando um conteúdo matador, você já sabe que está no caminho certo, né?

Caso trabalhe com vários domínios, o SEMrush permite até mesmo que você crie projetos isolados e monitore cada um deles. Além disso ele é ideal para avaliar a competição em no Google AdWords, descobrir o que as outras empresas estão anunciando e com quem você está competindo.

2. Google Search Console: a base do SEO On Page

O antigo Google Webmaster Tools ainda é uma das ferramentas mais conhecidas – e qualificadas – para análise de SEO On Page. Em simples palavras, o Google Search Console é o perito que vai rastrear os passos dos seus usuários e indicar como chegaram até o site, além de ter uma precisão maior dos dados, afinal ele é do próprio Google.

Entenda as funcionalidades principais:

2.1 –  O Search Console apresenta relatórios que vão ajudá-lo a entender a arquitetura do site e como o Google está lendo os elementos (imagem, título, headings, meta keywords, meta descriptions, entre outros). Também é possível identificar quais são as maiores dificuldades do Google em entender a organização.

2.2 – Falando diretamente do buscador, o Google Search Console também consegue apresentar como está o trabalho dos robôs do Google em indexar as páginas do seu site, bem como apontar alguns problemas de segurança.

2.3 – Ele passa uma visão bem bacana das palavras que você está ranqueado além de ajudar na avaliação dos links que o seu site ganhou, mostrando quem (outro site) linkou o seu e onde (que página) foi direcionada o link.

Resta alguma dúvida de que você deve instalar o Search Console hoje mesmo?!

3. Majestic para Link Building

Assim como o Search Console é o coringa do SEO On Page, o Majestic vem sendo o queridinho para análises Off Page dos Analistas de SEO. E a melhor notícia, o Majestic é uma ferramenta tão completa quanto intuitiva.

Se procurar, você não vai encontrar muito conteúdo em português sobre a ferramenta, mas se você não souber inglês, não tem problema, o Majestic é relativamente fácil de ser utilizado, e está sendo atualizado para o português.

Assim como o SEMrush, possui uma versão gratuita e limitada, mas sua versão paga é daquelas que vale o investimento se você quiser apostar em ranqueamento orgânico.

Para utilizar o Majestic, você precisa inserir o domínio do site sem “www’ e sem “http”, para que a cadeia completa de link building seja apresentada.

Além de apresentar os links e suas respectivas origens, o Majestic também apresenta as linkagens de diferentes domínios e a relevância destes links. Dá para realmente fazer muita coisa com estas informações.

O segredinho do Majestic: A métrica Trust Ratio, razão entre a qualidade das linkagens (TrustFlow) e a quantidade de linkagens (CitationFlow), pode suprir a falta do Trust Rank, métrica que apresentava a relevância das linkagens e que o Google resolveu não divulgar mais. O Majestic é realmente Majestoso!

4. Open Site Explorer da Moz

Não poderíamos deixar de citar o fruto de uma das maiores especialistas em SEO do mundo, a MoZ. A MoZ já faz muito por nós, entusiastas de SEO e de Web Analytics, oferecendo uma versão limitida do Open Site Explorer para análise de até 4 domínios por dia.

E não é só isso: com a extensão do Google Chrome MozBar, você ainda pode analisar o DA (Autoridade de Domínio) e PA (Autoridade de Página) de qualquer site, na página de resultados, tudo de uma vez.

Com a versão paga do Open Site Explorer, os Webmasters de Plantão podem analisar quantos domínios for preciso e ainda observar métricas mais específicas sobre o link building do site. Se você precisa analisar muitos domínios, vale estudar a implementação.

5. Ahrefs para Link Building

Assim como o Open Site Explorer e o Majestic, o Ahrefs também é uma ferramenta para análise Off Page. Apesar de ter uma metodologia diferente das ferramentas citadas anteriormente, a Ahrefs bate de frente quando o assunto é funcionalidade.

Existe uma funcionalidade bônus, o “Lost” (linkagens que o site perdeu) e “New” (linkagens que o site recebeu), que particularmente acho um trunfo da Ahrefs.

A discrepância que encontramos, neste caso, pode ser em relação ao banco de dados da Ahrefs, identificado por alguns como mais completo e mais preciso que os das outras ferramentas.

Existem controvérsias, mas uma coisa é fato: a Ahrefs está conquistando o mercado rapidamente, então vale a pena ficar de olho.

[Extra] Outras ferramentas técnicas de SEO

Digamos que você tenha conhecimentos de programação, mais especificamente de linguagem back-end – ou seja, aquele que trata das integrações, banco de dados, códigos para que a interface funcione, etc.

Com essa habilidade, você é capaz de escavar seu site, sabendo como ele funciona e, sobretudo, que problemas ele apresenta. Com estas ferramentas, você poderá aperfeiçoar ainda mais seu SEO, com informações mais técnicas, porém extremamente preciosas.

WooRank Plugin

Essa ferramenta é uma extensão para Google Chrome, onde você pode coletar informações sobre práticas variadas do SEO de seu site, incluindo um checklist para o que falta. O seu verdadeiro potencial, porém, está nas pequenas abas no topo. Elas apresentam uma série de dados sobre sua página e seu site, como:

  • SEO básico: title tags e meta dados
  • Otimização mobile: uma pontuação de quanto seu site é mobile-friendly e previews em diversos dispositivos
  • Usabilidade: métricas de carregamento de página e facilidade de acesso de conteúdo
  • Tecnologia: que plugins e CMS estão sendo usados
  • Social: estatísticas básicas de compartilhamento social
  • Visitantes: estimativa de nível de tráfego

Tudo isso é “quase” de graça. Algumas funções avançadas são para usuários premium, mas ainda assim, é um instrumento excelente para uma visão geral de seu site e, claro, de seus competidores.

Screaming Frog – SEO Spider

Essa programinha pode enganar pelo tamanho, mas sua utilidade é imensa. Ele simula o robô/crawler do Google, como ele indexaria e analisaria suas páginas.

Com sua ajuda, você pode detectar os erros que podem prejudicar seu posicionamento, desenvolvendo estratégias muito mais adequadas para adequação do conteúdo de seu site. O SEO Spider disponibiliza dados como status de metatags de imagens, titletags e metadescription de páginas, erros de scripts, etc. E você pode colocar tudo isso em uma planilha de Excel filtrada.

Com tantos recursos, fica difícil não adotar essa ferramenta para sua análise de SEO. O problema é que a versão free tem limitações – e a paga sai pela bagatela de £149 ao ano. Se couber em seu orçamento, não hesite em contratar!

DeepCrawl

O DeepCrawl oferece um serviço parecido com o do Screaming Frog, mas bem mais amigável para quem não tem tanta intimidade com um SEO mais técnico. Ao invés da planilha com os dados, você pode conferir os dados na forma de gráficos simplificados.

Outro recurso interessante é a capacidade de identificar conteúdo, destacar títulos que faltam, páginas duplicadas, tamanho do conteúdo, entre outras informações que cabem um post só para essa ferramenta. Diferente das duas primeiras, o DeepCrawl não tem versão grátis, apenas de teste, com preços começando a partir de $79.

Espero que tenha gostado das indicações de ferramentas para melhorar o posicionamento orgânico do site e, mais do que isso, que tenha saído da leitura desse artigo interessado em alguma delas.

O mercado de SEO está em constante evolução e por isso, com certeza, várias novas ferramentas surgirão e estaremos atentos para compartilhar com vocês.

Dúvidas? Manda pra cá! 

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Penélope Vitória

Penélope Vitória

Head Of Planning em Conexorama
Apesar de formada em Design Gráfico, sempre fui aficionada por comunicação. Quando conheci o Marketing Digital, soube que ele veio para ficar. Estou sempre em movimento e absorvendo conhecimento. Posso dizer que sou uma “engraçadinha” com um grande apetite!
Penélope Vitória