Blog, Ferramentas, Google Analytics,

O que é o Google Analytics e como utilizar para entender seus visitantes

Por Jean Vidal em 28 de janeiro de 2016
Introdução do Google Analytics para quem quer ter uma melhor compreensão da interação de usuários ou uma campanha de Marketing. Confira!
Leitura de 8 minutos
O que é o Google Analytics e como utilizar para entender seus visitantes
5 (100%) 12 votes

Quem ainda não conhece ou não utiliza o Google Analytics pode estar deixando de ganhar várias oportunidades de negócios no ambiente online simplesmente por não entender a audiência do seu website.

O monitoramento de tráfego é uma das principais funções de qualquer atividade online e indispensável para a gestão de negócios neste segmento, e o Google Analytics é a ferramenta considerada como padrão no mercado.

Pode-se dizer que é um “mapa da mina” para quem quer ter uma melhor compreensão da interação de usuários com um site ou uma campanha de marketing online. Por isso, no artigo de hoje, iremos entender melhor o Google Analytics. Confira!

Afinal, o que é o Google Analytics?

Basicamente, o Google Analytics é um sistema gratuito de controle e monitoramento de tráfego que pode ser instalado em qualquer site, blog ou loja virtual. Esse software faz o levantamento do número de visitas do seu website, mostra quais são as páginas mais populares ou quantos usuários estão online, entre outras métricas interessantes.

Porém, o objetivo principal do Google Analytics não é somente saber quantos usuários acessam o seu site mas sim de que forma eles se comportam quando estão navegando pelas diferentes páginas e seções que existem no site.

Com base nos dados coletados pelo Analytics, é possível avaliar se os visitantes de determinado website estão tendo o comportamento esperado para uma campanha de marketing digital específica. Caso isso não esteja acontecendo, pode-se fazer uma análise para corrigir o problema.

Os recursos oferecidos pelo Google Analytics

Atualmente, o Analytics é considerado uma das principais ferramentas de gerenciamento de decisões na internet. E não é à toa. Seus recursos parecem ser infinitos e trazem um enorme volume de informações valiosas para o profissional que os utiliza.

Algumas das principais informações que esta ferramenta fornece são:

  • Visitas – número total de visitantes, visitantes únicos e visitantes retornando;
  • Origem do tráfego – de onde vêm os acessos que chegam ao website;
  • Metas – quais metas definidas foram alcançadas;
  • Resultados de e-commerce – mostra o desempenho da sua loja online;
  • Marketing – as campanhas que estão tendo melhores resultados;
  • Social Media – as ações em mídias sociais que trazem mais acessos.

Os principais relatórios do Google Analytics

Como se pode ver na figura acima, já na tela de abertura do GA aparecem diversas informações e estatísticas. Para se orientar mais facilmente, o profissional que utiliza o Analytics deve saber que existem sete relatórios que reúnem boa parte dos dados que podem ser obtidos dentro da ferramenta. Vamos a elas:

Home

A Home  fornecem uma visão geral dos relatórios e das métricas principais. Eles permitem “em macro” de modo que se possa ter uma noção rápida da integridade da conta e comparar diferentes relatórios.

Personalização

Todas as personalizações que você faz nos seus relatórios são salvas automaticamente nos atalhos. Esse é um relatório de acesso rápido a elas. Essa facilidade permite você acessar as dimensões e métricas que você mais utiliza no dia a dia. Nesse relatório, você também pode criar e compartilhar painéis personalizados.

Tempo Real no Google Analytics

Aqui é possível ver estatísticas em tempo real dos acessos ao site. Pode-se visualizar, por exemplo, quantos visitantes estão navegando pelo site naquele momento, em quais páginas, de que localidades estão acessando, entre outros dados abrangentes do momento. É uma área muito usada em conjunto entre as equipes de B.I. e Desenvolvimento para conferir se mudanças de código de acompanhamento de dados foram feitas com sucesso.

Um outro detalhe muito importante que pode ser encontrado no relatório de tempo real são as dimensões de eventos. Com esse dado é possível monitorar as ações de interação com o site, como o clique em um botão de player de vídeo, início de uma chamada de chat ou o download de algum material.

Público

Este campo mostra muita coisa sobre quem são as pessoas que entram em seu site. Localidade dos acessos, tecnologia usada para acessar – seja um desktop, tablet ou celular (até o modelo de celular) – resolução da tela do dispositivo de acesso, comportamento em relação ao tempo gasto no site e engajamento são informações que podem ser encontradas aqui.

Aquisição no Google Analytics

Esta área é muito relevante para analisar o resultado de campanhas publicitárias, tanto digitais como tradicionais, trazendo informações sobre a origem dos acessos ao website. Exemplo: de onde os usuários vieram para nos achar? Busca do Google, banner em algum site que tenha campanha da marca, um post no Facebook com link para o site, entre outros. Enfim, como e através de qual meio este usuário foi obtido pelo site.

Um dado bastante interessante de ser observado é o Fluxo de Usuários. Uma ferramenta bastante útil para compreender a jornada que o visitante faz dentro do site e seu principais pontos de desistência.

Por meio do relatório de aquisição também é possível analisar a interação com plugins de redes sociais como like buttons e tweet buttons.

Comportamento no Google Analytics

Ao acessar um site, todo usuário tem um comportamento de navegação: realiza buscas internas, acessa páginas de seu interesse, executa ações (como preencher formulários) e em algum ponto deixa o site. Nesta área, através dos números, pode-se observar os cenários mais comuns no site e posteriormente trabalhar com estes dados a fim de otimizar a experiência dos usuários.

Conversões no Google Analytics

Responsável por trazer os resultados dos funis de conversão determinados para o site, é uma das áreas mais importantes do GA e também a mais solicitada por quem trabalha com e-commerce.

No caso do comércio eletrônico, que tem a venda como objetivo final, passa pelo “filtro” a visualização de produtos, o clique para levar ao carrinho, login de usuário, inserção de dados de pagamento e conclusão da compra.

Em empresas B2B, este exemplo também serve para casos em que o objetivo do website é ter novos clientes entrando em contato para realizar negócios.

Uso do Analytics no Marketing Digital

O acompanhamento de campanhas de marketing digital é outra boa utilidade para o Google Analytics. A maior vantagem do marketing online em relação ao convencional é o fato de ser possível mensurar exatamente o resultado da campanha e determinar pelo  ROI – Retorno de Investimento, na sigla em inglês – qual o retorno que certa campanha trouxe em termos de faturamento ou qualquer outro critério de conversão que seja definido, como preenchimento de formulários que pedem informações ou newsletters.

Para se ter resultados em números e fazer uma avaliação da eficácia de uma campanha de marketing digital o monitoramento é essencial.

Uso do Analytics no e-commerce

O Google Analytics funciona como um “termômetro” de resultados para o e-commerce. Usando as informações fornecidas pela ferramenta é possível avaliar o desempenho de vendas de cada produto em uma loja online.

Além disso, dá para saber que tipo de ação digital está trazendo melhores resultados e também o valor desse retorno. Assim, fica mais fácil definir quais são os canais com maior potencial de realizar conversões.

Uma das principais vantagens do GA é justamente sua integração com outros serviços do Google, como o Webmaster Tools, Adsense, Ads Exchange e, óbviamente, o Adwords. O uso desse recurso em campanhas de mídia paga é uma estratégia poderosa de análise, permitindo uma compreensão profunda sobre o comportamento e jornada do cliente no processo de compra online, além da otimização da sua estratégia de média paga.

Não só isso, o GA também se integra com serviços “parceiros” por meio de seu API (um prato cheio para desenvolvedores). Um exemplo disto é a plataforma de marketing digital RD Station que obtém os dados de tráfego por uso da API.

Imagine navegar em alto mar sem uma bússola ou GPS. É como não ter o Google Analytics e o domínio das técnicas de operação da ferramenta e interpretação dos dados para quem administra um e-commerce. Já dá para se ter uma ideia da sua importância!

“Um site sem uma ferramenta de monitoramento de tráfego deve ser considerado um crime contra a humanidade”, costuma dizer Avinash Kaushik, guru do Analytics e seu principal entusiasta.

Contudo, o Google Analytics não vai apontar para você onde está o problema. Ele fornece diversas informações com base nas quais você poderá tirar suas conclusões por meio da interpretação das tabelas e gráficos gerados.

Por meio dessa “web análise” e do domínio das ferramentas disponíveis você poderá ter uma visão clara de todos os dados referentes a números e comportamento dos usuários de qualquer tipo de site, seja de conteúdo ou e-commerce.

Espero que tenha gostado da leitura e faça bom proveito da mesma! No próximo artigo sobre o Google Analytics vamos apresentar a ferramenta em maiores detalhes e mostrar como começar a usar seus recursos. Não perca!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Vidal

Jean Vidal

CEO e Growth Hacker em Conexorama
Atuo há mais de 14 anos com Marketing Digital, tendo participado do nascimento da Resultados Digitais. Tenho experiências como Gerente de Ecommerce e participei diretamente na implantação de mais de 100 projetos de Inbound Marketing.
Jean Vidal