Blog, Novidades, Teste A/B,

Testes A/B intuitivos e de graça: conheça o Google Optimize

Por Content em 24 de Janeiro de 2018
Os Experimentos do Google Analytics vão acabar. Mas isso não quer dizer que seus Testes A/B precisam acabar também. Conheça o Google Optimize neste artigo!
Leitura de 7 minutos
Testes A/B intuitivos e de graça: conheça o Google Optimize
5 (100%) 1 vote

Provavelmente você já ouviu falar do Google Optimize em algum lugar. É a solução da Google para testes A/B e personalização. A versão beta foi lançada em 2016, o que deixou otimizadores do mundo todo na fila para testá-lo. Agora, ele saiu do beta e você pode experimentar sem precisar esperar.

Mas que expectativas você pode ter? Como configurar o Optimize corretamente? E como programar seu primeiro experimento com ele? É o que veremos neste artigo. Boa leitura!

Por que Google Optimize e não outras ferramentas?

Quem trabalha com marketing adora ferramentas. O preço disso é ter ferramentas demais. Uma para ranqueamento de palavras-chave, outra para links quebrados, outra para monitoramento de redes sociais, outra para métricas de pesquisa e por aí afora.

O Google Analytics vem tentando diminuir essa sobrecarga de ferramentas há anos. Ele passa por todos os canais, por todas as conversões. Tem um coração central, ao invés de vários braços. Anteriormente, o Analytics disponibilizava internamente os Experimentos: um formato de testes A/B para cada conta. Com o Optimize, eles se tornaram obsoletos e estão programados para sumir em breve.

Por isso, faz sentido usar o Google Optimize, que se integra profundamente ao “coração” Analytics. Essa vantagem permite que você tenha:

  • Configuração mais simples
  • Segmentação avançada
  • Relatórios mais completos
  • Aplicação de resultados mais rápida

É difícil discordar que os dados compartilhados entre Optimize e Analytics são uma vantagem competitiva enorme.

Em resumo, dar uma volta com o Optimize é interessante, por ser uma interface já conhecida, ter integração com o Analytics e principalmente, por ser de graça.

Google Optimize 360: versão para grandes empresas

Sim, acabei de falar que o Optimize é grátis. Mas ele tem limitações, ao contrário da versão paga do produto, o Optimize 360. Se você é uma empresa de pequeno ou médio porte ou se está começando a implementar testes em seu site, a versão grátis é o suficiente. Agora, se você for uma empresa grande ou tiver um programa de testes mais sofisticado, é melhor pensar em pagar a versão 360.

Mas veja você mesmo as diferenças entre as versões e veja qual das duas é ideal para seu negócio.

Fazendo testes A/B com o Google Optimize

Para conduzir um teste A/B no seu site com o Google Optimize, você deve ter uma conta e um contêiner para cada site que você fará experimentos. Por padrão, assim que você preenche os primeiros passos, você terá um de cada para testes.

Criando seu primeiro teste A/B

Para fins de ilustração, vamos fazer um teste bem simples. Vamos testar se modificar colocar a palavra Grátis no botão de CTA vai fazer diferença nas conversões. Para criar o teste, clique em Criar Experimento. Agora, insira um nome e a URL que será recriada e usada como variante.

Se você quiser testar uma variante apenas com o editor do Optimize, escolha Teste A/B. Se deseja testar múltiplas variáveis, clique em Teste Multivariáveis. Ou ainda, se preferir criar variantes duplicando seu conteúdo com URLs separadas, sem usar o editor visual do Optimize, use Teste de Redirecionamento.

Criando uma variante de teste

O Google Optimize permite que você crie uma variante de teste, usando o editor visual interno da extensão do Chrome.

Para começar a criar uma variante, clique em Criar variante. Na janela seguinte, especifique o nome da variante e clique em Adicionar.

Agora você pode ver que uma nova variante foi adicionada, mas não modificamos o conteúdo ainda. Para fazer alterações, clique na variante.

Agora, você vai ser redirecionado a sua Landing Page, onde você pode realizar qualquer modificação com o editor visual. Como queremos mudar o botão de CTA, vamos clicar nele com o botão direito e escolher Editar texto (ou HTML, se essa opção não existir).

Em seguida, salve suas alterações e clique em Concluído para voltar a sua conta do Optimize.

Configurando objetivos e hipóteses

Antes de configurar os objetivos, você precisa (se já não fez ainda) vincular a propriedade do Google Analytics respectiva do site que você quer testar. O Optimize vai oferecer a oportunidade de colar seu plug-in, um código que deve ser inserido dentro do acompanhamento do Google Analytics.

Se você está rastreando seu site pelo Analytics, vai reconhecer esse código, que fica geralmente no mais alto possível do <HEAD> da página em questão. Cole o plug-in e, acima dele, o snippet ocultador de página, para evitar oscilações. Volte para o experimento que estávamos criando.

Se você possui mais de uma vista dentro de sua propriedade, você terá que escolher qual delas será utilizada para integrar os dados. E se você não entende nada de Vistas ou Propriedades, vale dar uma lida neste artigo sobre Google Analytics.

Clique em Adicionar objetivo do experimento. Se você já tem metas no Google Analytics, poderá usá-las aqui, clicando em objetivos da lista. Se você não criou nenhum ainda, você também pode criar objetivos personalizados.

No nosso exemplo, queremos observar se teremos mais conversões com um botão diferente. Então, vamos buscar uma meta no Google Analytics que contabilize justamente esse objetivo.

Em linhas gerais, você precisa ir na seção Administrador de sua conta no Analytics, escolher sua vista de propriedade e, então, clicar em Metas.

Lá, você deve clicar em Nova Meta, no topo da lista. Nesse menu, existem três escolhas: um modelo pronto, meta inteligente ou personalizada. Nós precisamos da meta personalizada, onde, a seguir, vamos escolher um nome e um código de posição, ao seu critério. Por fim, existem alguns tipos de meta:

  • Destino (um site específico)
  • Duração (tempo dentro da página)
  • Páginas por sessão (quantas páginas visitou no seu site)
  • Evento (um vídeo reproduzido, por exemplo)
  • Meta inteligente (visitas mais engajadas viram metas, que devem ser reproduzidas para melhorar lances no AdWords).

Nosso caso, podemos usar o tipo Destino, já que queremos que o visitante não só clique mais como converta para a Landing Page de Agradecimento.

Especificando a descrição do teste e a hipótese

Se você está começando agora com teste A/B, você provavelmente vai ficar tentado a escrever apenas a descrição e descartar a hipótese.

Não deixe de descrever uma hipótese clara.

O fato de formular uma suposição é essencial para manter você honesto ao longo do experimento, principalmente para analisar os resultados.

Aqui vai a descrição e a hipótese de nosso exemplo:

Descrição: Inserir palavra “Grátis” após a chamada “Baixar eBook” do Botão CTA.

Hipótese: Conversões aumentem pelo fato de ser um eBook gratuito, o que pode não estar claro o suficiente sem essa palavra.

Agora, clique na aba de Segmentação e especifique quantas pessoas que visitam seu site devem estar incluídas no teste. Você também pode especificar quando o resultado deve ser ativado, como um carregamento de página ou evento personalizado.

Assim que tudo estiver preparado, você pode clicar em Iniciar Experimento. Então, no popup que vai aparecer, clique em Iniciar.

Parabéns!

Você acaba de começar um experimento para entender e sintonizar melhor com o que seu público quer. É recomendado que você deixe o experimento correr por pelo menos 2 semanas, antes de avaliar qualquer resultado. Depois de reunir dados suficientes, o Google vai declarar um vencedor.

Esperamos que você consiga realizar seu primeiro experimento no Google Optimize com nosso artigo! Conte como foi nos comentários!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Content

Content

Artigo produzido pela nossa equipe de Content Marketing.
Content