Blog, Marketing de Conteúdo,

Inbound e outbound: como avaliar o que é melhor para a empresa?

Por Ana Mendes em 7 de setembro de 2018
Neste artigo, conheça as diferenças entre Outbound e Inbound Marketing e também descubra como avaliar qual a melhor estratégia para a sua empresa.
Leitura de 5 minutos
Inbound e outbound: como avaliar o que é melhor para a empresa?
5 (100%) 1 vote

Um plano de Marketing eficiente pode ser relacionado a uma boa conversa. E, como você sabe, uma boa conversa precisa que, pelo menos, duas partes participem ativamente. Afinal, só assim haverá um diálogo propriamente dito.

E no marketing não é diferente. Você primeiro apresenta uma ideia, espera que a outra pessoa dê sinais de que está interessada naquilo que você mostrou e, só então, faz uma oferta clara do seu produto ou serviço.

E, diante dessa troca, é importante saber balancear o quanto você vai atrair e o quanto você vai “empurrar” informações ao seu público. E é exatamente nesse momento que surgem dúvidas sobre apostar em ações de Inbound e Outbound Marketing. Afinal de contas, qual estratégia trará mais resultados para o seu negócio?

Neste artigo, conheça as diferenças entre Outbound e Inbound Marketing e também descubra como avaliar qual a melhor estratégia para a sua empresa. Confira!

Inbound e outbound: conheça as diferenças

De maneira bastante resumida, antes de falar sobre as vantagens de cada um deles, gostaria de explicar do que se trata o Inbound e o Outbound Marketing.

O Inbound Marketing tem como objetivo atrair possíveis clientes até a sua marca. E isso ocorre por meio da criação de conteúdo relevante. Ou seja, se uma pessoa precisa de uma informação específica, ela provavelmente vai procurar no Google para sanar sua dúvida. E, se você tiver um bom plano de Inbound Marketing estruturado, é bem possível que essa pessoa encontre a sua página e faça uso do seu conteúdo.

E para isso, o Inbound Marketing envolve ações de e-mail marketing, produção de conteúdos ricos, redes sociais, otimizações de SEO e outras estratégias. E, após conseguir informações sobre esse usuário (que pode ser um nome e um e-mail), busca-se construir um relacionamento com esse Lead para que, futuramente, ele se torne um cliente.

Por outro lado, o Outbound Marketing são aquelas estratégias que já estamos acostumados: outdoors, telemarketing, comerciais em rádios e televisões, entre outros. Essas ações costumam ser mais intrusivas, pois interrompem aquilo que a pessoa está fazendo para falar sobre o produto.

Agora que você já entendeu o que significam essas duas estratégias de marketing, a dúvida que fica é: como avaliar o que é melhor para a sua empresa?

Quando investir em Inbound Marketing?

Para saber se a sua empresa deve investir em ações de Inbound Marketing, é preciso avaliar alguns objetivos que você almeja. Confira:

Leads mais qualificados

O objetivo do Inbound Marketing é justamente educar e avaliar se os Leads que convertem em suas ofertas estão realmente preparados para o momento de compra. Caso estejam, eles são encaminhados para a equipe de vendas. Se não estiverem, eles começam a ser nutridos com artigos, materiais ricos e e e-mails, para que, pouco a pouco, eles cheguem ao fundo do funil.

De toda forma, com o Inbound Marketing, a equipe de vendas tem a possibilidade de abordar clientes “mais quentes”, tornando a meta de vendas mais alcançável.

Criar uma relação de confiança duradoura

O Inbound Marketing é totalmente construído em cima de criar uma relação duradoura com os seus clientes. Afinal, você já deve ter lido que manter um cliente é 7x mais barato do que conquistar novos, não é?

A partir do momento que você investe em redes sociais e e-mails para conversar e engajar o seu público, você começa a fortalecer a confiança das pessoas na sua marca e nos seus produtos. E, consequentemente, sempre que precisarem, eles vão lembrar dos seus serviços.

Fortalecer a autoridade da sua marca

Quando as pessoas buscam no Google – ou em outra plataforma de busca – alguma informação e encontram conteúdo seu, isso fortalece a sua marca. E assim, pouco a pouco, você vai construir uma autoridade em relação aos assuntos de interesse do seu público.

E quando você menos esperar, as pessoas entrarão, organicamente, no seu site para obter informações, sem sequer precisar procurar no Google. Essa autoridade vai fazer com que seus produtos passem a ser referência no seu nicho, gerando mais vendas.

Diminuir custos

As ações de Inbound Marketing são muito mais baratas, se comparadas às estratégias do Outbound. Já imaginou quanto custa inserir um comercial de 30 segundos em uma rádio ou TV? No Inbound, você precisa de uma equipe competente para pensar em estratégias que deem resultados e algumas ferramentas que permitam colocá-las em prática essas ações.

Portanto, se você não possui um volume alto de recursos para investir no Marketing, o Inbound é a melhor opção para você.

Quando investir em Outbound Marketing?

O Outbound Marketing pode ser uma boa alternativa para alguns casos. Confira:

Busca resultados mais rápidos

Se você está em busca de resultados mais rápidos, o Outbound Marketing pode ser uma opção. Afinal, o Inbound é uma metodologia criada a partir do relacionamento com os Leads. Logo, exige um pouco mais de tempo para que os resultados sejam perceptíveis. Já o Outbound, por meio das cold calls, por exemplo, podem gerar vendas mais rápidas.

Investir em um nicho que não está na internet

Se você possui um público muito segmentado e que possivelmente não está tão ativo na internet – seja por e-mail ou redes sociais -, pode ser interessante investir em estratégias de Outbound Marketing.

Inbound e outbound como aliados

Por fim, é interessante criar meios dessas duas metodologias coexistirem, para que você consiga obter os melhores resultados em vendas.

Afinal, dessa forma, você poderá acompanhar os hábitos de consumo e criar uma relação forte com seus clientes por meio do Inbound e também atender o público que não estão presentes nas redes sociais e estar presente nos canais de comunicação tradicionais.

Espero que essas informações tenham ajudado você a decidir o que é melhor para a sua empresa. Caso tenha ficado alguma dúvida, coloque-a nos comentários e vamos conversar. 😉

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Ana Mendes

Ana Mendes

Jornalista se enveredando pelas áreas do Marketing Digital. Sonha um dia em resgatar todos os animais de rua.
Ana Mendes