Blog, Nutrição de Leads,

Cuidados para escrever uma boa Nutrição de Leads para eBooks

Por Flávia Umpierre em 13 de dezembro de 2017
Nutrição de Leads em geral serve para manter o relacionamento aquecido entre empresa e interessados. Neste artigo, veja como elas funcionam para eBooks!
Leitura de 5 minutos
Cuidados para escrever uma boa Nutrição de Leads para eBooks
5 (100%) 2 votes

Se você acompanha nosso blog, já deve ter visto o termo Nutrição de Leads algumas vezes. Mas, não custa nada reforçar, não é mesmo?

A Nutrição de Leads, também conhecida como Fluxo de Nutrição, é uma sequência de emails, normalmente automatizada, e enviada para uma base segmentada ou para o Leads realizam uma ação. No caso da Nutrição de eBooks, costumamos ter dois objetivos principais: reconversão ou educação e acompanhamento.

No artigo de hoje, vamos mostrar quais informações seus emails de Nutrição devem ter e qual a melhor forma de apresentá-las aos Leads. Tudo isso, de acordo com seu objetivo. Vamos nessa?

O que oferecer para quem já baixou um eBook?

Se você quer educar

Um dos objetivos da Nutrição de eBook é educar o Lead, tanto para orientá-lo diante de suas necessidades, quanto para apresentar as soluções que sua empresa possui.

Essa comunicação deve variar de acordo com a etapa da Jornada de Compra no qual está inserido o conteúdo do eBook que ele baixou. Quando se está no meio do funil, a orientação é sobre o produto/empresa, portanto bem mais direta, por exemplo.

Para esse Fluxo de Nutrição recomendamos apostar em conteúdos que familiarizem o Lead com sua empresa e as soluções que você oferece.

Se você quer persuadir para converter

Outro objetivo do Fluxo de Nutrição depois de ter baixado um eBook é convencer o Lead a realizar outra nova conversão, seja ela clicar num link, baixar outro material ou entrar em contato com você. Para isso, é importante que os emails ofereçam conteúdos realmente relevantes e adequados à necessidade de quem os irá receber. Além disso, é fundamental incluir um call to action atrativo para gerar a conversão.

Se você quer mostrar autoridade

Sabemos que muitos Leads que baixam eBooks de Meio ou Fundo de Funil já estão buscando a solução ideal para seu problema. É aí que entra a função da Nutrição de encantar e conquistar a audiência. Para isso, é interessante que você estabeleça um diálogo capaz de convencê-lo da sua autoridade no assunto e capacidade de solucionar seu problema da melhor forma.

Mãos à obra: 3 dicas para escrever emails de Nutrição eficazes

1 – Conheça o Lead

Não há nada mais chato que ver sua caixa de emails ser bombardeada por spams, não é mesmo? Seus clientes também acham! Por isso, um dos pontos mais sensíveis na hora de escrever emails para Nutrição de Leads é cuidar para que a mensagem não pareça algo frio e automático. Daí a importância da segmentação de Leads para disparo de emails.

Mas aí você pergunta: como personalizar um email que será automatizado? Simples. Conheça o público para o qual você está escrevendo.

Lembre-se que quem baixou o eBook da sua empresa já deu algumas informações importantes sobre seu perfil, dor e necessidade. Com isso, você é capaz de visualizar em qual etapa da Jornada de Compra o Lead está, quais suas necessidade e como você pode ajudá-lo.

Exemplo: Um profissional que trabalha com organização de casamentos baixou o eBook: “Fornecedores Casamento: Como escolher e evitar problemas?”. De cara já podemos dizer que esse Lead corresponde à determinada Persona da empresa e que está na etapa Reconhecimento do Problema.

Agora você já sabe como escrever emails que sejam realmente úteis para a educação e convencimento desse Lead.

2 – Crie diálogos que aproximem

Na hora de escrever os emails para a Nutrição é importante estabelecer um diálogo cordial, informal e, claro, adequado ao público. A regra é falar “a mesma língua” de quem busca a informação que você vai oferecer.

Outra dica é usar variáveis para personalizar o nome do destinatário, seja chamando pelo primeiro nome ou nome + sobrenome. Isso gera intimidade com o leitor e instiga a curiosidade para o conteúdo do email.

Aliás, despertar a curiosidade do Lead é um dos maiores cuidados na hora de escrever o assunto dos emails. Cuide sempre para que o assunto seja curto, direto e ofereça algo que o Lead quer “comprar”.

E no corpo do email? Não há uma regra, mas o ideal é que o texto seja leve, com parágrafos curtos, concisos, termos importantes em destaque (negrito ou itálico) e uso de bullet points. Tudo isso serve para tornar seu texto escaneável. E, claro, use call to actions com links ou botões para estimular a conversão.

Para finalizar, a dica é personalizar a assinatura dos emails. Isso porque, ao dar cara e voz à conversa, você torna a mensagem ainda mais pessoal.

3 – Periodicidade

Não há uma regra exata sobre a periodicidade que os emails da Nutrição devem ser disparados. Nem sobre quantos emails deve ter um Fluxo de Nutrição. O ideal é adaptar essa atividade à necessidade dos Leads. Isto é: talvez seja mais interessante criar uma Nutrição maior para um Lead que baixou um eBook de Topo de Funil, e enviar menos emails para aquele que baixou um eBook com conteúdos de Meio ou Fundo de Funil.

Lembre-se apenas que se você espaçar demais os envios dos emails corre o risco de ser esquecido. O mesmo vale se você não respeitar um intervalo mínimo entre os disparos, o que pode estressar sua base.

Você tem outras dicas para escrever Nutrições de Leads eficientes? Conhece outro método para melhorar a conversão do Fluxo de Nutrição? Compartilhe comigo nos comentários. Vamos aprender juntos! 😉

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Flávia Umpierre

Flávia Umpierre

Implementation Success em Conexorama
Jornalista, apaixonada por Marketing de Conteúdo e Mídias Sociais. Fascinada por aprender e compartilhar conhecimento. Aventureira assídua na cozinha e maratonista de Netflix.
Flávia Umpierre