Blog, Marketing de Conteúdo,

Como as personas influenciam a criação de conteúdo

Por Flávia Umpierre em 14 de fevereiro de 2018
Não adianta nada criar um conteúdo excelente, se ele não for direcionado para a pessoa certa: seu futuro cliente, ou seja, sua Persona. Saiba mais!
Leitura de 4 minutos
Como as personas influenciam a criação de conteúdo
4.4 (88%) 5 votes

Na era da superinformação que vivemos, capturar a atenção dos leitores e gerar engajamento tornaram-se grandes desafios para os produtores de conteúdo. Apesar de ultraconectado – e também por causa disso -, nosso público-alvo sofre um verdadeiro bombardeio de informações que competem com tudo que produzimos para ele.

Mas, então, como conquistar esse público tão concorrido? A principal dica é oferecer exatamente o que ele quer, da forma mais assertiva, clara e relevante possível. E, para isso, um dos segredos é mirar em nossas Personas.

Personas: quem são, onde vivem, do que se alimentam?

Se chegou até aqui, o conceito de Persona não deve ser novidade para você. Mas, habituado ou não com o termo, muitos produtores de conteúdo subestimam o poder dessa ferramenta. E por que a Persona é tão importante para o Marketing do Conteúdo? Porque é para ela que escrevemos, é ela quem queremos conquistar, informar, educar e engajar.

Muito além de um perfil fictício, devemos ter sempre em mente que tratam-se de pessoas reais, cuja as tomadas de decisão são guiadas por emoções, valores, necessidades, estilos de vida, contextos culturais, entre outros fatores.

Quando consideramos tudo isso, aumentamos (e muito) as chances de nosso conteúdo ser relevante, efetivo e emocionante.

Baby GIF - Find & Share on GIPHY

E como produzir conteúdos que geram maior engajamento?

Não é exagero dizer que grande parte do sucesso das estratégias de Inbound Marketing depende da qualidade do conteúdo e materiais oferecidos. Para isso, é fundamental personalizar a comunicação.

Isso nos leva a criar um diálogo próximo e empático com o leitor, tornando essa relação mais amigável e verdadeira. Mas quais os efeitos disso? O público se torna mais receptivo ao que você tem a oferecer. Afinal, tendemos a dar maior atenção e credibilidade aos conselhos de um amigo que de um desconhecido, não é mesmo?

Agora, para gerar engajamento, você precisa suprir os anseios de sua Persona. Quer dizer, você deve alinhar o discursos às ofertas oferecidas. E só conhecendo muito bem seu público-alvo será possível muito mais que satisfazê-lo, encantá-lo.

A partir daí, você já sabe também quais conteúdos precisa criar e qual a abordagem ideal para cada etapa da Jornada de Compra.

Mas se você ainda não souber por onde começar, tente responder as seguintes questões:

  • “Qual é a minha Persona?” ou “Qual a Persona do meu negócio quero atingir?”
  • “Por quais assuntos ela se interessa?”
  • “Qual sua maior dor ou necessidade?”
  • “O que tenho a oferecer para solucionar seus problemas?”
  • “Quais canais ela utiliza para se informar e comunicar?”
  • “Quem são suas principais referências e fontes de informação?”
  • “O que mais pesa em sua tomada de decisão?”

O ideal é que esse processo seja iniciado ainda na criação das pautas de conteúdo, dando assim uma visão mais macro de tudo que precisa ser criado e quais as estratégias adotadas para oferecer para cada um.

Mãos à obra!

Chegou a hora de escrever. Apaixone-se, case e não se afaste em nenhum momento de sua Persona. Pense em como ela gosta de ser tratada e qual a melhor forma de ganhar sua confiança.

Happy Anniversary Wedding GIF - Find & Share on GIPHY

Por quais assuntos ela se interessa no dia a dia e quanto tempo ela dispõe para se informar, estudar ou buscar soluções para seus problemas? O que você tem a oferecer a ela e como ela gostaria de receber suas informações e/ou soluções?

Como saber se estou escrevendo para minha Persona?

Há várias formas de medir a efetividade e adequação de sua comunicação à Persona. Caso algo não esteja bem azeitado, os sinais vão aparecer em diferentes etapas do processo de Inbound Marketing.

São eles: visitantes, taxa de rejeição e conversão dos artigos do Blog; conversão dos CTAs; visualização e conversão das Landing Pages; valores investidos em campanhas de Adwords e FaceAds; geração de Leads Qualificados e Oportunidades, até as taxas dos Emails Marketing e Fluxos de Nutrição.

Gostaria de destacar esse último, por parecer o mais óbvio. Isso porque, entre os vários fatores que podem prejudicar o desempenho de seus Emails Marketing ou Fluxos de Nutrição, a falta de interesse de sua base pelos conteúdos que você está oferecendo é algo que muitas vezes passa despercebido.

Aí, temos algumas hipóteses. Ou você está criando conteúdos desinteressantes e oferecendo ofertas que não interessam a sua Persona, ou não está sabendo vendê-las. Isto é, os assuntos ou o copywriting não estão sendo capazes de prender a atenção do Lead.

Agora, se esse ou outros itens estão com sinal de alerta em suas campanhas de Inbound Marketing, não se desespere. Como tudo na vida, existe um jeito: revisar, revisar e revisar. Desde as Personas, pauta de conteúdos até a linguagem e abordagem utilizada em todas as etapas.

Caso ainda tenha dúvidas, confira nosso artigo com o passo a passo para criação de Personas. Ou peça um help nos comentários, quem sabe podemos lhe ajudar! 😉

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Flávia Umpierre

Flávia Umpierre

Planner & Content Assistant em Conexorama
Jornalista, apaixonada por Marketing de Conteúdo e Mídias Sociais. Fascinada por aprender e compartilhar conhecimento. Aventureira assídua na cozinha e maratonista de Netflix.
Flávia Umpierre