Blog, Links Patrocinados, Visitantes Qualificados,

Por que ainda vale a pena impulsionar publicações do Facebook

Por Gabriella Szpoganicz em 21 de setembro de 2016
É fato que o alcance orgânico das publicações do Facebook diminuiu. Por isso ainda vale a pena impulsionar publicações. Entenda!
Leitura de 6 minutos
Por que ainda vale a pena impulsionar publicações do Facebook
5 (100%) 4 votes

Você, que utiliza o Facebook com frequência, já deve ter notado que o alcance orgânico das publicações diminuiu e, por isso, as empresas que querem se diferenciar e otimizar seu marketing digital estão buscando se aprofundar cada vez mais nos Facebook Ads, ou seja, nos anúncios pagos do Facebook.

A concorrência está acirrada e uma boa segmentação do seu público somada a um pequeno investimento pode fazer toda a diferença. Assim, separamos algumas dicas para você desvendar os mistérios envolvidos no alcance das publicações do Facebook e como melhorar seus números com um pequeno esforço financeiro.

Para começar, precisamos discutir de que forma a rede analisa tudo que é publicado nos feeds de notícias, correto? O responsável por “avaliar” a sua publicação e definir para quem aparece (ou não) é o EdgeRank, o algoritmo do Facebook, que leva em consideração 3 fatores. Saiba quais são e como melhorá-los!

Fatores de rankeamento de publicações do Facebook

1. Afinidade

Esse fator pode ser explicado pelo envolvimento entre usuários, ou seja, a afinidade de um usuário será maior com quem interage com ele, seja apenas visitando a sua página/perfil, ou curtindo suas fotos, deixando mensagens, comentando ou compartilhando suas publicações, etc. Quanto mais interações entre perfis/páginas, maior vai ser a visibilidade destas publicações para a outra parte.

2. Relevância

Ao criar uma publicação, a afinidade é o primeiro fator levado em conta para definir o seu alcance, conforme já explicamos anteriormente. A partir disso, a receptividade do post terá papel fundamental na sua disseminação.

É nesse cenário que entra a relevância. Fotos e vídeos são mais relevantes que links e textos, e publicações feitas através da própria página do Facebook também são mais relevantes que publicações feitas através de outros aplicativos. Então, utilize estes elementos para que seus posts sejam mais receptivos, ou melhor, para que recebam mais curtidas, comentários e compartilhamentos, e cheguem, assim, ao feed de notícia de mais pessoas.

3. Tempo

Pode ser óbvio, mas o tempo é considerado um fator de rankeamento. Publicações mais recentes sempre aparecerão à frente de mensagens mais antigas. Aproveitando o ensejo, gostaríamos de ressaltar a importância de manter uma frequência de atualizações da sua página, para que sempre seja “lembrada”.

Agora que você já conhece o EdgeRank, algoritmo do Facebook, e os fatores que influenciam o alcance da sua publicação, precisamos contar que apenas 1% das suas publicações aparecem de forma orgânica para outras pessoas. E é aí que entra a importância dos anúncios pagos. Saiba por que ainda vale a pena impulsionar suas publicações do Facebook!

Por que devo impulsionar publicações do Facebook

Apesar de todo o esforço que você precisa fazer para melhorar a sua visibilidade na rede social com mais usuários do mundo, o Facebook está querendo (muito) que você impulsione suas publicações, ou seja, invista dinheiro para mostrar a sua empresa para mais pessoas e, principalmente, para as pessoas certas. Confira por que você deve começar a impulsionar suas publicações hoje mesmo!

Aumentar a relevância

Lembra que comentamos que quanto maior a receptividade do seu post, maior a sua relevância? Agora multiplica essa receptividade por muito. Isso que acontece quando você investe nas suas publicações. Impulsionar um post significa mostrá-lo para muito mais pessoas do Facebook. Quanto mais pessoas visualizarem – curtirem, comentarem e compartilharem – sua publicação, maior será o alcance.

Testar a segmentação

Como você não precisa de um investimento muito alto e o custo por clique é baixo, aproveite esse recurso do Facebook para testar as segmentações possíveis, impulsionando um artigo do seu blog quando divulgá-lo na rede. A ideia é analisar os resultados e aprender cada vez mais para uma impulsionada maior, por exemplo, para impulsionar um eBook. Teste e crie uma boa campanha para gerar leads.

Outra dica é não ir pelo botão “Impulsionar” que aparece na sua publicação. Por mais que o Facebook esteja otimizando, sugerimos utilizar o Gerenciador de Anúncios, por ser bem mais completo e permitir que a sua campanha seja melhor direcionada.

Desenvolver o social proof (prova social)

Por mais que seja considerada uma métrica de vaidade (quando não é métrica de desempenho, não é métrica do funil), é um fator importante para o usuário, é uma prova social. Explicando melhor, muitas curtidas na página não significam que a empresa faz um bom trabalho, mas chama atenção do usuário, fazendo com que ele acompanhe mais de perto, e curta, compartilhe e comente, aumentando a relevância da sua publicação.

Agora que já nos convencemos da importância da impulsionada de publicações, queremos apresentar algumas dúvidas frequentes em relação ao assunto. Confira!

Dúvidas (polêmicas) sobre impulsionar publicações

1. O Facebook não está sendo sacana comigo?

Então, essa é a primeira pergunta que ouvimos quando falamos que, hoje, o alcance orgânico das publicações é menor que 1% e as empresas precisam investir em anúncios pagos. O Facebook é uma empresa, assim, seu foco é faturamento. E, além disso, a rede já engloba tantas pessoas que seria impossível aparecer tudo para todos, concorda? O Facebook não quer se tornar um Twitter.

2. Por que não posso segmentar mais e atingir somente as pessoas certas?

A resposta é: CPC. Isso mesmo, o CPC (Custo por Clique). Quanto mais segmentado o seu público, maior será o seu CPC. Esse é o “preço” por atingir diretamente seu público-alvo. Agora, se você tem verba para investir, manda ver! Seu CPC será maior, mas você terá a garantia de uma base de leads limpa.

Por outro lado, se o seu foco não é relevância, mas um CPC baixo, utilize um objetivo diferente na sua campanha: Enviar para o site. O engajamento com a sua publicação não será o mesmo, mas será mais fácil garantir um custo por clique menor.

3. Devo impulsionar tudo?

O que sugerimos, caso a verba seja limitada, é impulsionar o que é novidade, como seus novos artigos do blog, a título de teste como comentamos anteriormente, e seus novos eBooks, para otimizar a geração de leads. Foque em materiais diferentes, que tenham mais potencial de atrair leads qualificados. Se você tiver maior liberdade financeira, invista pesado em Facebook Ads.

Não dependa do 1%, invista no alcance e melhore a imagem da sua empresa perante os milhões de usuários dessa rede social. Se convenceu que ainda vale a pena impulsionar publicações do Facebook? Esperamos que sim! Quer criar seu primeiro anúncio no Facebook? Leia nosso artigo e saiba como! Compartilhe esse artigo com seus amigos e, qualquer dúvida, é só comentar.

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Gabriella Szpoganicz

Gabriella Szpoganicz

Customer Success General Manager em Conexorama
Administradora, apaixonada por Marketing Digital e insuportavelmente organizada. Não consigo "deixar pra depois" um atendimento. Amo viajar, ler e não cozinhar.
Gabriella Szpoganicz
  • Edouard Guerle Aoki

    Muito obrigado pelos esclarecimentos, como de costume bem fatuais para quem ainda tem dúvidas sobre o FacebookAds e a forma de funcionar. Quem teria imaginado estes 1% ?!

    • Gabriella Szpoganicz

      Obrigada pelo comentário, Edouard! Pelo menos ainda temos esse 1% né? 🙂