Blog, Links Patrocinados,

Remarketing: estratégias avançadas para trazer mais receita

Por Giovanni Carus em 15 de setembro de 2017
Neste artigo, veremos mais sobre uma boa estratégia que pode trazer visitantes de volta para o seu site: o Remarketing. Confira!
Leitura de 6 minutos
Remarketing: estratégias avançadas para trazer mais receita
5 (100%) 2 votes

Não seria ótimo poder gerar publicidade para quem já demonstrou interesse no seu produto? Se você acha que sim, é bom pensar em ações de Remarketing.

Provavelmente, se você é do ramo, já deve ter ouvido falar que “quem não usa Remarketing vai ficar para trás”. Remarketing é uma das ferramentas mais poderosas no campo dos Ads. Se você ainda está se perguntando o porquê, você veio ao lugar certo. Hoje, vamos aprender exatamente o que é Remarketing e por que funciona tão bem em 2017. Boa leitura!

O que é Remarketing

Remarketing é simplesmente uma forma de manter o engajamento com seu público-alvo.

Quando um usuário visita um site, eles são marcados pelo uso de um cookie ou um pixel que marca a atividade dele nas páginas. O cookie é inserido nos browsers e permite que, por meio dele, seus Ads apareçam para os usuários depois que eles saem do site.

A ideia é essa: o cliente vem, mas não compra nada no seu site. Eles são marcados via cookie. Quando eles saem do seu site, você mostra Ads do produto enquanto eles navegam pela Internet. Isso permite que seu produto esteja fresco na mente de seu visitante e aumenta as chances de pegá-los de volta para realizar a ação que você deseja.

Remarketing ajuda você a aumentar conversões, exibindo Ads direcionados para pessoas que já entraram em seu site, mas não realizaram nenhuma ação.

O objetivo é o re-engajamento desse visitante, para tornar interesse numa venda real. É um jeito sutil de colocar o nome do seu negócio de volta no cérebro de seu público-alvo. Pegue os visitantes anteriores do seu site e transforme esses cliques em conversões, simples assim!

A jogada sobre Remarketing é que você não está preso em um método ou approach. Existem formas variadas e canais diversos que promovem oportunidades de ouro para você tornar interesse em vendas.

Os dois maiores, mais simples e mais baratos são o Facebook Ads e o Google Adwords. Sem falar da efetividade que ambos possuem.

Por que você deve fazer Remarketing

Claro, a questão que pega é a seguinte: “Por que o Remarketing funciona tão bem assim?”

Acredite ou não, uma pessoa pode levar entre 5 a 7 toques (ou cliques) para enfim começar a considerar fazer uma compra.

Remarketing é como aquela voz no fundo da sua cabeça, lembrando que você gostou de um produto e que talvez você deva voltar e dar mais uma olhada.

Esse método funciona porque seu público não é mais um desconhecido: essas pessoas já demonstraram interesse na sua empresa. Não estão só familiarizadas com seu negócio mas também estabeleceram uma consciência de sua marca e reconhecimento através da Web sempre que você fizer Remarketing.

Isso significa o que? Que você está economizando dinheiro e tempo, com o potencial de fazer ainda mais vendas.

Dentre os pontos positivos do Remarketing, temos:

  • Custo baixo por impressão
  • Melhores taxas de conversão
  • Marketing com bom custo-benefício
  • ROI superior a outras ações

Um grande benefício do Remarketing é dar você um custo por Lead menor. Ele também oferece Leads qualificado para vendas (SQLs). Você também diminui as chances de cliques vazios, já que quem clica provavelmente já está interessado no seu produto.

Dicas para você criar um Remarketing efetivo

Comece com campanhas de alto desempenho

Um mergulho de cabeça no Remarketing pode significativamente aumentar seus custos com Adwords. Para um ROI ideal, visando minimizar custos, pense em focar seus esforços de Remarketing em suas melhores campanhas.

Se você sabe que sua oferta funciona, é só questão de pressionar por mais conversões fora da campanha. Então, quando você ganhar mais experiência, expandir para outras campanhas em sua conta.

Não tenha medo de pagar mais

Um estudo do Wordstream mostrou que, apesar de taxas de cliques no Remarketing diminuírem com o tempo, taxas de conversão quase dobraram entre compradores que visualizaram os Ads duas vezes. É um aumento sensível e vale a pena pagar mais por isso do que por Ads convencionais.

Lembre-se, com Remarketing, você está mostrando Ads para prospects que já expressaram seu interesse no produto. Isso leva a maiores taxas de conversão e menor custo por venda.

Faça campanhas de Remarketing para clientes conhecidos

Remarketing é excelente para clientes interessados, mas não esqueça dos clientes atuais. Você pode especificamente apontar seus esforços em quem já realizou uma compra ou pediu mais informações. Faça isso para campanhas de produtos novos e serviços.

Remarketing também pode informar sobre descontos, liquidações e outras ofertas. Campanhas como essa costumam refletir melhor em públicos que já confiam no seu produto.

Se aproveite de palavras-chave amplas

Termos amplos são vistos como a kriptonita das listas de palavras-chave. São vagos e sem especificidade. Claro, trazem muito tráfego por pouco dinheiro, mas muitos visitantes não serão compradores interessados

A não ser que seja uma campanha de Remarketing.

Palavras-chave amplas são fantásticas nesse caso. Porque você só vai acertar compradores interessados. Por exemplo, se você é dono de uma empresa que pinta casas, normalmente você não vai usar “pintar” como palavra-chave, já que isso trará muito tráfego sujo.

No entanto, se você só segmentar para pessoas que já mostraram interesse em seu negócio, você não precisa se preocupar muito sobre encontrá-lo de novo com uma pesquisa baseada em “pintar”. Mesmo se não seja inteiramente relevante.

Se aproveitar de palavras-chave baratas e amplas pode re-engajar compradores mais rapidamente e com menos custos.

Ofereça descontos para quem abandonou seus carrinhos

Existem vários tipos de pessoas que deixam sites de compra sem adquirir o que colocaram nos seus carrinhos. Às vezes, as pessoas estão ocupadas ou se distraem. Em outras, elas pensam duas vezes. Não importa, esse povo já esteve na parte de checkout e a um passo da compra.

Graças ao Remarketing, você pode mirar seus Ads nestes compradores, que deixaram o carrinho de compras de lado. Por que não incentivá-los a terminar o que eles começaram com, digamos, um cupom de desconto atraente?

Acima de tudo, não seja um chato

Remarketing é excelente para engajar compradores interessados. Mas coloque-se na perspectiva de um consumidor. O que você sente quando é bombardeado pela mesma propaganda, seja online ou na TV?

A probabilidade é que você não goste. Nem seu público-alvo.

Felizmente, você pode evitar isso ajustando o tempo e frequência da campanha. Nessas configurações, você coloca um tempo de duração do Remarketing, assim como o número de vezes que um usuário verá seu Ad.

[Extra] Diferença (básica) entre Remarketing e Retargeting

Aqui rola uma confusão bem comum. Muitos pensam que se trata da mesma coisa. Mas é igualmente simples desmistificar essa ideia.

Vimos exatamente o que é o Remarketing até aqui. Mas o que é Retargeting?

Pense que o Remarketing é para engajamento e aquecimento de um visitante de seu site em outros locais.

Já o Retargeting é uma reavaliação de estratégia para vender um produto. Ou seja, para cada tipo de cliente, eu faço uma abordagem de vendas diferente. Isso é Retargeting, uma adaptação de estratégias para cada segmento. Ficou claro?

E você? Já fez algum esforço de Remarketing? Comente aqui, queremos ouvir você!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Giovanni Carus

Giovanni Carus

Content Expert em Conexorama
Criador e Analista de Conteúdo, formado em Letras e escritor nas horas vagas. Aficionado por livros, gremista, toca violão e fala sozinho, às vezes.
Giovanni Carus