Blog, Links Patrocinados, Redes Sociais,

Sugestões de segmentações mais avançadas no Facebook Ads

Por Content em 1 de agosto de 2018
No artigo de hoje, apresentamos ideias criativas para criar públicos e fazer segmentações mais avançadas no Facebook Ads.
Leitura de 4 minutos
Sugestões de segmentações mais avançadas no Facebook Ads
Avalie este artigo:

Uma das dúvidas mais comuns em blogs sobre Links Patrocinados está em como segmentar públicos no Facebook. Contudo, muitos artigos se delimitam às ideias mais simples, como a de público semelhante com as listas de emails de clientes.

Pois saiba que se pode ir muito além. Mas isso envolverá o conhecimento do que é oferecido e um pouco de tempo e paciência para ver esses ativos crescerem. Por exemplo, para quem tem um blog, o tráfego oriundo os usuários interessados no conteúdo ofertado é de valor indispensável para boas segmentações.

Por isso, no artigo de hoje, vamos tentar ir além, mostrando outras ideias criativas para criar públicos para segmentar no Facebook. Confira!

[Antes] Mas não devo investir em públicos semelhantes?

Não é por ser um assunto comum que estamos afirmando que não deva ser feita a segmentação em públicos semelhantes. Muito pelo contrário, o algoritmo do Facebook faz um trabalho fantástico ao traçar um perfil em comum e comparar com uma parcela de sua base de usuários. E a prova dessa eficiência pode ser vista pelos números que decolam nas métricas de resultados quando um bom público semelhante é aplicado.

No entanto, por mais sofisticada que a rede de Mark Zuckerberg possa ser, nem sempre ela consegue impactar automaticamente nichos específicos.

Isso acontece pois a tecnologia da rede ainda não encontrou uma maneira de competir com a criatividade humana em inventar novos nichos todos os dias. Assim, a mesma criatividade deve intervir para guiar e encontrar os públicos mais relevantes para a campanha.

Felizmente, o Facebook não deixa de oferecer ferramentas para isso também. O segredo é saber combiná-las para obter o mais importante ativo da rede de anúncios: os públicos segmentados.

Nas linhas abaixo, descreveremos as fontes de dados do Facebook e as maneiras mais conhecidas de combiná-las.

1 – Pixel de rastreamento do Facebook

Sim, já está parecendo um disco arranhado repetir isso, mas precisa ser explicado o que são as fontes de dados da conta de anúncios e como usá-las.

Na prática, fontes de dados são qualquer registro que sua potencial audiência deixa disponível para o Facebook usar. Isso envolve dezenas de opções. Porém, vamos nos focar na mais objetiva, o Pixel, já que o pixel da rede guarda informações muito importantes a respeito das pessoas que visitam o site.

Vamos considerar um cenário hipotético: sua empresa tem um blog com páginas bem ranqueadas e um bom volume de visitantes orgânicos provenientes dos mecanismos de pesquisa. O pixel está instalado nele obtendo informações.

Você também tem uma página no Facebook em que posta regularmente os artigos publicados no blog e investe uma pequena verba para geração de tráfego. Obviamente, esse público é bem qualificado e o pixel registra isso.

O que fazer com essas informações é o mais importante, portanto uso-o (muito e bem colocado) nas suas segmentações.

2 – Pessoas que citaram que querem participar de um evento

Como agência especializada em Ads, já tivemos algumas vezes o desafio de anunciar para vender ingressos de determinado evento (na maioria, eventos B2B). E aqui você tem uma arma para criar um público bem qualificado, que são as inscrições no evento.

Você cria o evento dentro do Facebook e anuncia para gerar o máximo possível de pessoas citando que querem participar (ou talvez) do seu evento.

Antes de irmos em frente, é válido dois alertas:

  • Investir todo o dinheiro apenas nessa frente acreditando que é quem irá trazer vendas é furada, já que muitas pessoas citam que vão, mas não compram um ingresso (ou esquecem se for evento free);
  • E ligado ao ponto anterior, é importante de gerar bastante conteúdo para os inscritos, já que o alerta fará um efeito bacana e são pessoas interessadas no evento.

Uma vez que teve um bom e forte público ali, você agora poderá gerar outros tipos de comunicações/campanhas, “perseguindo” esse público para as vendas do ingresso do evento.

Utilizamos algumas vezes essa estratégia e geramos bons resultados. Vale experimentar!

3 – Público Personalizado de Envolvimento

Destacamos o item anterior pois é uma estratégia que costuma dar bem certo. Contudo, em termos de configuração, ela pertence ao nosso item “favorito”, que são públicos personalizados de envolvimento.

Aqui a lista de opções está cada vez maior e melhor:

Para o Inbound Marketing, nós temos utilizado bastante a opção de formulário de cadastro. Afinal, tendo materiais de Topo, Meio e Fundo de funil, você poderá separar as campanhas no Facebook para cada etapa, e gerar públicos entre elas.

Em outras palavras, utilizar o FaceLeads (o formulário de cadastro) e gerar um público de Topo e Meio. Esse público, quem baixou esses materiais, fariam parte da lista de segmentação para receber os anúncios da próxima etapa, dos materiais de fundo.

E você, o que tem utilizado de avançado nos segmentações no Facebook? Deixe um comentário e vamos trocando “figurinhas”.

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Content

Content

Artigo produzido pela nossa equipe de Content Marketing.
Content