Blog, Funil de Vendas,

Social Selling: o que é e como pode ajudar suas vendas

Por Jean Rios em 10 de agosto de 2018
No artigo de hoje, vamos mostrar o que é Social Selling e como ele pode ajudar a sua empresa a conquistar novos clientes. Confira!
Leitura de 4 minutos
Social Selling: o que é e como pode ajudar suas vendas
5 (100%) 1 vote

Por trás de toda venda, existem números, processos e estratégias. Mas, antes de tudo, existem pessoas envolvidas nesse contexto e, quando existem pessoas envolvidas, temos relacionamentos. E relacionamento é a palavra chave que está por trás de toda venda.

Após todos os avanços na comunicação, a divulgação sobre produtos, serviços e empresas se concentra boa parte nas redes sociais. Através dela, é possível se conectar e se relacionar com inúmeras pessoas, que podem vir a ser um potencial cliente de sua empresa.

No meio disso tudo, surgiu o Social Selling, que é uma estratégia chave que todo profissional de vendas deve dominar nos tempos atuais.

No artigo de hoje, vamos mostrar o que é Social Selling e como ele pode ajudar a sua empresa a conquistar novos clientes. Confira!

O que é o Social Selling?

Social Selling é uma técnica na qual usamos as redes sociais para encontrar, engajar e se relacionar com o público alvo de forma rápida, a fim de construir oportunidades de negócios.

Basicamente, as redes sociais permitem que vendedores possam interagir com seus prospects e até mesmo com seus atuais clientes, seja trocando mensagens, curtindo publicações ou compartilhando conteúdos.

Isso será útil tanto para gerar novas oportunidades e aquecer negociações em andamento quanto para manter-se próximo dos já consumidores de seu serviço ou produto.

Social Selling, além de ser uma técnica que vem sendo muito utilizada, surgiu também como uma melhoria para os processos comerciais. Afinal, todos os representantes de vendas passaram a fazer inúmeras atividades através das redes, como, por exemplo, prospectar, qualificar e vender.

Por onde começar?

Agora que já entendemos o que é o Social Selling, o próximo passo é simples: definir como e onde colocar em prática.

O ponto chave é que todo esse processo pode ser feito em qualquer uma das redes: Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter, entre outras. Cabe a você e sua equipe identificarem qual delas faz mais sentido para suas personas.

Mas vale lembrar de alguns pontos sobre as redes sociais mais utilizadas:

  • Facebook, Twitter e Instagram: estão entre as redes mais utilizadas do mundo, mas o foco é mais forte em interações B2C ou seja, entre empresa e consumidor.
  • Linkedin: é umas das principais redes sociais, muito usada por vendedores para praticar a venda social, mas vale lembrar que: será mais eficaz em negócios B2B – entre empresas.

E não podemos nos esquecer de um importante detalhe: para realizar o Social Selling da melhor forma e conseguir se conectar com seu público alvo, é preciso investir em uma boa estratégia de Marketing de Conteúdo.

Afinal, não adianta publicar apenas por publicar ou enviar uma mensagem qualquer, é preciso gerar valor ao público, que o conteúdo seja voltado para sua persona, que esteja de acordo com o momento da Jornada de compra dela.

Resumindo: publicações aleatórias não conquistam e ainda podem atrapalhar a imagem de sua empresa.

Social Selling e o Funil de Vendas

Assim como muitas outras técnicas comerciais, a de Social Selling também está diretamente ligada ao seu funil de vendas e pode ser usada em diversos momentos.

Quando olhamos para o topo do funil, podemos usar as redes sociais para encontrar pessoas que se encaixam no perfil ideal de cliente da sua empresa e assim buscar a conexão com eles.

Ao avançarmos no processo, mais precisamente na qualificação dos leads, as redes sociais também auxiliam os vendedores. Através delas, conseguimos mais detalhes sobre o prospect, essas informações podem ser úteis até mesmo para conseguir gerar rapport durante os contatos.

Quando falamos em negociação, muitos vendedores seguem utilizando as redes como apoio nos follow-ups e adicionando mais uma forma de contato e fugindo apenas de ligações e e-mail.

Por último, após fechamento, as redes sociais servem para aprimorar o relacionamento com quem já é cliente. Ou seja, o vendedor deve interagir com os clientes, tanto curtindo ou compartilhando as publicações, favorecendo assim iniciativas como o up-sell e a até mesmo podendo potencializar as indicações.

E não se esqueça de… analisar o resultados

Por último e não menos importante, é a etapa de mensurar e analisar os resultados obtidos com o Social Selling.

Inicialmente é preciso definir quais são os objetivos que espera alcançar com a técnica, pois o acompanhamento deve ser feito a todo momento. Isso serve para entender e ter a certeza de que todos os esforços estão sendo recompensados.

E vale lembrar, resultados em Social Selling não estão ligado somente com vendas, pode variar de acordo com seus objetivos definidos anteriormente.

Você e sua equipe de vendas já têm uma rotina de Social Selling? Compartilhe com a gente!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Rios

Jean Rios

Inbound Sales em Conexorama
Vendedor por natureza e apaixonado por Marketing. Nas horas vagas curto sair pra tomar uma cerveja, assistir filmes, ir em festas e comer pizza.
Jean Rios