Blog, Growth Hacking,

7 tendências do Growth Hacking que você precisa conhecer

Por Giovanni Carus em 29 de setembro de 2017
Neste artigo, você verá quais as novidades para o Growth Hacking, onde você pode capitalizar e experimentar novas possibilidades de crescimento. Confira!
Leitura de 6 minutos
7 tendências do Growth Hacking que você precisa conhecer
5 (100%) 1 vote

O Growth Hacking é um mundo de fórmulas. Com elas, você documenta e reproduz processos que servem para acelerar seu crescimento. Mas só tem um problema que muitos não percebem, na hora de aplicar estratégias desse tipo.

Não existe fórmula embalada à vácuo no Marketing.

Para cada tipo de nicho, indústria, marca, público-alvo, existe uma abordagem efetiva a ser descoberta. Só que num mundo com tanto acesso a dados, muitos profissionais do Marketing acabam falhando em pontos importantes, como: UTMs faltando, gastos excessivos com banner ads sob a promessa de altas taxas de cliques, foco em métricas de vaidade, entre outros erros.

Além dos dados e das fórmulas, sua criatividade deve ter cadeira cativa nas suas táticas de Growth Hacking. E se você procura por fontes de inspiração para buscar novas ideias, este artigo é para você. Essas são minhas observações sobre as novas tendências no Growth Hacking e o que você pode fazer no futuro para capitalizar sua estratégia por meio delas. Boa leitura!

Marketing Cognitivo

Em 2016, algumas frases que explodiram em pesquisas nas SERPs foram “inteligência artificial”, “análise preditiva” e “machine learning”. Marketing de IA utiliza algoritmos de Machine Learning para tomar decisões melhores com a ajuda de Big Data.

Complexo? Pare por 6 minutos para ler nosso artigo sobre Inteligência Artificial.

A ideia geral é que, dentro dos grandes volumes de dados que fazem parte das campanhas de Marketing, existem insights ocultos, que podem passar despercebidos nas análises. Com o poder cognitivo das inteligências artificiais, as interações que são necessárias para a conversão podem ser detectadas rápida e automaticamente.

Se a pergunta do milhão de dólares do Inbound Marketing é “Para quem eu estou oferecendo o meu produto?”, com uma segmentação complexa do comportamento do público-alvo, feita por IA, as possibilidades se tornam infinitas.

Afinal, se você sabe como acertar o comprador ideal, suas ações vão ser mais assertivas para construir fidelidade e aumentar as vendas.

Screenless SEO

Confesse. A essa altura, você já foi mais um dos maravilhados pela capacidade da Siri, assistente virtual inteligente da Apple.

Hoje, temos mais de 5 milhões de aparelhos diferentes que oferecem interfaces por meio da voz (como o Alexa do Amazon Echo, o Jarvis do Facebook e o “Ok Google” do Google Home), com os maiores motores de busca disponíveis, permitindo que o usuário busque e compare produtos diferentes. Controlados remotamente por meio da voz, esses aparelhos estão na vanguarda de uma nova tática de SEO, que vai ser baseada exclusivamente na língua falada naturalmente. Criadores de conteúdo vão ter que repensar como eles apresentam conteúdo, produzindo peças que favorecem a fala convencional das pessoas.

Facebook Chatbots

Facebook é a maior rede social do planeta, sem discussão. Com seus 2 bilhões de usuários, você precisa entender quais os potenciais que ela tem para sua estratégia. Primeiramente, chatbots.

Um chatbot é um programa de computador que inicia a conversa com usuários numa plataforma como o Facebook Messenger. Facebook anunciou faz pouco o seu Messenger Bots e já existem mais de 35 mil bots diferentes, criando engajamento com usuários do Messenger sobre diferentes assuntos.

Como essa prática tende a continuar, é necessário identificar como essa ferramenta pode criar disrupção no Marketing e nas redes sociais. Para analisar e entender o impacto desses bots nas taxas de conversão, o Facebook também criou um Analytics que pode auxiliar profissionais a avaliar seus esforços.

WhatsApp for Business

O consumidor médio olha o celular 150 vezes por dia e procura por novas mensagens a cada 10 segundos.

Nos próximos meses, o WhatsApp vai lançar um novo update que vai permitir que empresas entrem na plataforma e estabeleçam perfis profissionais. Similarmente ao competidor asiático WeChat, o WhatsApp quer trazer um conjunto rico de novas funcionalidades que vão permitir que pessoas comprem, conversem e se atualizem com informações do tipo: notificações de vôos e rastreamento de entregas enquanto elas usam o app mais instintivo em smartphones.

Aprenda HTML, Python, CSS e SQL

Nem sempre você vai poder contar com ferramentas que entregam tudo mastigadinho para você. Pior do que isso, nenhuma ferramenta é perfeita. Por isso, agora que estamos na era de Big Data, quem é capaz de entender dados e prever padrões por meio de código sai na frente – principalmente para criar estratégias de Growth Hacking. Todos os unicórnios entre startups e empresas modernas foram feitas baseadas nesse sentido, Facebook, Uber, etc.

Além disso, seus desenvolvedores e designer vão adorar que você saiba mudar a cor de um botão ou resolva um ticket de suporte sozinho.

Geração Z

Se você tem mais de 25 anos, você provavelmente não tinha celular na sua infância. Bom, nos dias de hoje, muita gente adulta teve um smartphone na mão desde sempre.

É a Geração Z, uma divisão demográfica dessas pessoas que cresceram com tecnologia móvel desde o ensino fundamental. Elas sabem que existe 80 opções para resolver o problema delas, o que faz de você só mais um na multidão. Por isso, você tem pouco tempo para explicar por que o seu conteúdo (e o seu produto) é melhor do que os outros.

Pop-ups em alta

Nos anos 90 e no começo dos anos 2000, pop-ups eram um pé no saco. Intrusivos, chatos e ainda por cima podiam comprometer seu browser ou seu sistema operacional.

Esses dias se foram. Hoje, os sites usam pop-ups “modais”, que se abrem dentro da página que você está vendo, ao invés de pular em uma janela nova. 2016 testemunhou um número crescente de serviços e scripts modais, então pode esperar para ver mais pop-ups, especialmente entre pequenas e médias empresas.

Bom, essas foram algumas das tendências que estão em alta no mundo do Marketing. Elas são importantes porque crescer em cima da inovação é causar impacto no mercado, se tornando referência antes de seus concorrentes.

Por mais que as fórmulas prontas para crescer sejam atraentes – e até certo ponto, úteis -, é só por meio de experimentação que você será capaz de encontrar formas de hackear o crescimento orgânico e aumentar sensivelmente a taxa de sucesso em seus resultados.

E você? Sabe de alguma tendência de Marketing onde o Growth Hacking pode prosperar? Compartilhe com a gente nos comentários!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Giovanni Carus

Giovanni Carus

Content Expert em Conexorama
Criador e Analista de Conteúdo, formado em Letras e escritor nas horas vagas. Aficionado por livros, gremista, toca violão e fala sozinho, às vezes.
Giovanni Carus