Blog, Email Marketing,

Qual é a importância de uma assinatura em E-mail Marketing?

Por Giovanni Carus em 22 de setembro de 2017
Apesar de ser uma área negligenciada por muitos profissionais, a assinatura em E-mail Marketing é um campo cheio de possibilidades. Confira quais são elas!
Leitura de 6 minutos
Qual é a importância de uma assinatura em E-mail Marketing?
5 (100%) 1 vote

Já falamos anteriormente sobre como o E-mail Marketing pode ser poderoso se usado corretamente, além das melhores práticas para ter mais sucesso nessa estratégia. Hoje, resolvi entrar numa área que muitos dispensam como indiferente para os resultados de seus disparos: a assinatura.

Neste artigo, vamos conhecer a importância de uma assinatura personalizada em e-mails corporativos, recomendações para você criar – ou melhorar – a sua e ainda, como aproveitar esse espaço plenamente. Boa leitura!

Por que você deveria ter uma (boa) assinatura

Existe uma série de oportunidades e benefícios que você pode agregar nesse pequeno espaço no final de cada e-mail. Por isso, vamos listar agora alguns pontos críticos que fazem da assinatura um elemento importante em e-mails corporativos:

Oferece credibilidade

O espaço da assinatura em e-mails é como um cartão de visita. Faz parte da identidade corporativa de uma empresa, dá a sensação de uma maior credibilidade e profissionalismo. Afinal, você não enviaria sua informação de contato para um cliente num papel rabiscado, não é?

Identifica uma marca

A conexão que você promove quando exibe sua marca e seus produtos começa já na assinatura de suas comunicações, sejam elas internas ou externas. A assinatura reforça a organização que você pertence e quem você é, solidificando a relação. Nunca viu alguém ser chamado de “Fulano, de tal empresa”? Essa ideia começa a germinar de uma assinatura marcante.

É um espaço para ações estratégicas

Essa é a razão mais importante para você se preocupar com suas assinaturas em E-mail Marketing. Mais do que decoração, uma assinatura pode ter links e CTAs, eventos que vão ocorrer na sua empresa, etc. Mas cuidado, a informação deve ser relevante ao destinatário! Por exemplo, se for divulgar um evento, coloque um CTA para quem realmente poderá comparecer.

O que deve estar numa assinatura de E-mail Marketing

Menos é mais

Um assinatura de e-mail corporativo deve ser curta e ligeira. Inclua seu nome, cargo, empresa e informação de contato. O ideal é que sejam até quatro linhas de texto. Quanto ao formato do layout, ele não pode atrair o olhar do leitor – o conteúdo está acima, no e-mail, a assinatura é complemento.

Tenha uma imagem de seu rosto

Anexar um rosto a um nome colabora para que as pessoas façam essa associação com mais facilidade. Se você deseja construir uma relação com seu destinatário – ou simplesmente conseguir um feedback positivo -, colocar um foto de seu rosto junto ao seu nome pode auxiliar na criação dessa conexão com seu destinatário.

Naturalmente, a foto deve ser o mais profissional possível. Você quer transmitir atributos desejáveis para sua profissão – competência, inteligência, confiabilidade. Uma foto glamourosa não é necessária.

E por favor:

Não use uma selfie.

Ícones de redes sociais

Mesmo quem não tem contas em todas as redes sociais é capaz de reconhecer os ícones delas. Apresentar seus perfis como ícones clicáveis economiza espaço visual e mostra que você está na rede. Eu, particularmente, acho uma empresa mais confiável se ela tem essa informação disponível.

Disclaimers: avisos legais

Muitas comunicações, sobretudo internas, podem possuir segredos corporativos bem delicados. E vocês sabem bem como vazamentos são comuns, principalmente em mercados competitivos (não é, Sony Pictures?).

“Ah, entendi, um aviso legal impede que isso aconteça, certo?”

Difícil dizer. A discussão sobre o que um disclaimer oferece para a proteção de informações não define se ela pode ser utilizada de fato. Mas não custa nada ter uma para demover pessoas de ideias maliciosas.

Mas não exagere no tamanho! Disclaimers dificilmente serão lidos, que dirá se forem extensos.

O que NÃO deve estar numa assinatura de E-mail Marketing

Informação demais

Ninguém precisa saber de onde você veio, quais escolas e faculdades frequentou ou seus títulos. É uma assinatura, não um currículo. Você também não tem motivo para colocar frases inspiradoras – acredite, muita gente gosta disso. E por favor, não coloque seu e-mail. Dê um pouco de crédito aos seus destinatários: eles conhecem o botão “Responder” de seus provedores.

Fontes “divertidas” e cores conflitantes

Claro que isso depende do campo de atuação. Para nichos que promovem arte, uma assinatura colorida pode ser coerente. O problema com abundância de cores é que existem muitas possibilidades para que as pessoas cometam equívocos: escolhas desbalanceadas, que causam atrito e criam efeitos desagradáveis para quem olha.

O mesmo acontece com fontes. Se, em 2017, você ainda não sabe, o Comic Sans é persona-non-grata em qualquer comunicação corporativa. Não poupe esforços para evitá-lo.

Não deixe sua assinatura estagnar

Seu status profissional e o da sua empresa mudam bastante ao longo do tempo. Então por que sua assinatura também não mudaria? Teste os links e botões, adicione conteúdo sensível ao tempo (como um CTA anunciando um evento próximo). Também mantenha-se antenado às tendências do design, para manter-se sempre com um estilo moderno em suas comunicações.

Como promover ações de Marketing em assinaturas?

Recentemente, a Hubspot (plataforma de automação de marketing) anunciou um investimento numa startup chamada Sigstr. Essa empresa trabalha justamente com customização rápida de assinaturas de e-mail, para que você consiga criar campanhas e CTAs com facilidade em suas comunicações.

Por que?

A maior parte das conversões na Hubspot (e por acaso, aqui na Conexorama também) acontecem via e-mail. Elas são o ponto de contato mais utilizado para nosso público e, naturalmente, eles oferecem um potencial para que os Leads se aprofundem ainda mais no funil de compras. Afinal, se você já está se comunicando com clientes em potencial por e-mail, eles já converteram e se interessaram anteriormente por sua empresa, o que aumenta a chance de torná-los clientes de fato.

Um exemplo para você capitalizar suas assinaturas:

Em comunicações com Leads qualificados, um CTA interessante para sua assinatura seria um chamado para uma demonstração ou um trial.  Assim, você puxa esse Lead para mais um passo no funil, de forma sutil e não-invasiva.

Mas para e-mails com Leads mais distantes, você pode inserir um CTA que divulgue um livro ou chame para inscrições em seu novo webinar. Tudo é possível.

Agora você já sabe o poder que uma assinatura bem feita pode ter. Mas não acredite em mim. Faça seus testes, experimente por si próprio. Garanto que a taxa de conversão de seus e-mails vai sofrer uma alteração sensível.

E se você já fizer esse tipo de ação e quiser compartilhar seus resultados, comente aqui! Estou curioso para saber como anda suas ações de E-mail Marketing!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Giovanni Carus

Giovanni Carus

Content Expert em Conexorama
Criador e Analista de Conteúdo, formado em Letras e escritor nas horas vagas. Aficionado por livros, gremista, toca violão e fala sozinho, às vezes.
Giovanni Carus
  • Stéphanie Volkmer

    E sobre os links? Como os servidores de e-mail “sentem” isso?

    Já ouvi de mais de um profissional (que não da área do marketing) afirmar que links na assinatura de e-mail podem ajudar significativamente um servidor a identificar como spam… Vocês tem uma opinião sobre esse ponto? Fico sempre na dúvida… x_x

    • giovannicarus

      Oi, Stéphanie!

      Gostei da sua pergunta e ela mais comum do que você imagina. Assinaturas em E-mails podem sim ajudar seu e-mail a ir para a pasta de Spam. Se for feita de forma errada.

      Se você usar muitas imagens em seu e-mail, se elas tiverem títulos estranhos (como se gerados automaticamente) ou se levarem para múltiplos domínios externos, você corre o risco sim de sua mensagem ser vista como Spam. Com a assinatura, é o mesmo princípio.

      Em resumo, você pode (e deve!) incluir links e imagens na sua assinatura! Desde que faça da forma correta, um CTA leve, sem muitos links externos, títulos otimizados, entre outras práticas!

      Respondido? 🙂

      Obrigado pelo comentário e continue com a gente!
      Abraço!