Blog, Marketing de Conteúdo, Visitantes Qualificados,

O que Combustível e Palco têm a ver com Marketing de Conteúdo?

Por Jean Vidal em 31 de agosto de 2015
Vamos entender a analogia de Marketing de Conteúdo como Combustível e Palco de Teatro, para ir além na ideia de que o Conteúdo é Rei!
Leitura de 5 minutos
O que Combustível e Palco têm a ver com Marketing de Conteúdo?
5 (100%) 6 votes

Você já deve ter ouvido a expressão “o Conteúdo é Rei”, certo? O sentido não poderia ser mais claro e direto, com o intuito de mostrar que em uma estratégia digital é (e será cada vez mais) importante atuar com o Marketing de Conteúdo.

Porém, poucas pessoas entendem de fato a importância e principalmente o que é uma boa atuação, pensada no melhor retorno sobre o investimento. Nesse sentido, quando conversamos com clientes e prospects usamos duas comparações, Combustível e Palco, para simplificar esse entendimento.

No primeiro artigo da série Metáforas do Marketing Digital, compartilhamos a ligação da expressão “Trabalho de Formiguinha” com o Inbound Marketing, e hoje vamos entender a analogia de Marketing de Conteúdo como Combustível e Palco. Entenda mais!

O que é o Marketing de Conteúdo?

Existem diversos conceitos sobre o que seria a estratégia como conteúdo. Particularmente, a que mais gostamos é a divulgada pela Contentools, onde (nas palavras deles):

“Marketing de conteúdo é qualquer forma de marketing que envolva a criação e compartilhamento de conteúdo para adquirir e educar clientes.”

Assim, quando atuo com os artigos no Blog da empresa, Conteúdos Ricos (como eBooks, Whitepaper, Webinars) para conversão, nutrições, newsletter, vídeos, dicas nas redes sociais, etc, estou utilizando formatos do Marketing de Conteúdo.

As criações de conteúdo são a base para uma boa estratégia digital, e o pilar do Inbound Marketing. É errado resumir a metodologia do Inbound Marketing como apenas Marketing de Conteúdo, porém não existe esse processo sem a criação de conteúdo para fomentar e educar clientes.

Conteúdo é como Combustível!

O Conteúdo criado pode ser comparado com o combustível de um carro. Onde o carro (na analogia, podemos comparar com o site da empresa) não sairá do lugar sem combustível. Os dois estão interligados, são elementos complementares da solução de transporte.

Um carro sem combustível fica parado, do mesmo modo,
um site sem conteúdo fica estacionado, sem voz, sem movimento! 

No Marketing Digital a criação de conteúdo atua diretamente no SEO (do inglês, Search Engine Optimization), pois cada novo artigo que nasce no blog é uma nova página no site, uma nova url repleta de conteúdo denso, com opções para interações (comentários e links para compartilhamento), ligações para outras páginas, e que pode (com o crescimento da audiência) ser linkado por outras páginas, ou site, tornando-se referência com os buscadores.

O Conteúdo ainda é utilizado nas redes sociais, reaplicando o conteúdo e convidando o internauta para acessar novamente o site da marca. É utilizado para o e-mail marketing, com as newsletter, emails de lançamento de novos materiais, etc. E ainda é a base para Nutrição de Leads, mostrando dicas que levam o Lead para próxima etapa na Jornada de Compra.

Assim a dúvida comum quando falamos de Marketing de Conteúdo é quantas vezes o blog da minha empresa deve ser atualizado? Em média, uma vez por semana já é o suficiente, contudo, como combustível, quanto mais abastecemos o carro, mais longe conseguimos chegar. E sim, atualizar o blog com mais frequência tende a acelerar os resultados da marca.

Conteúdo é também como um Palco!

Fazer adjunto as duas comparações são importantes, por que apesar de ser combustível, e por tanto, o elemento chave para que o motor funcione, precisamos lembrar sempre que ele será consumido por pessoas.

Para quem é novo no setor pode parecer estranho lembrar desse fato, contudo, mesmo com o passar dos anos (e evolução do mercado) sempre aparece alguém que descobriu o Marketing de Conteúdo como a engrenagem, e querem fazer sem a menor qualidade, pensando apenas em quantidade.

A própria semântica dos buscadores está sempre em evolução para identificar o quanto um conteúdo é bem consumido. E mais, de nada adiantaria estar nas primeiras posições para determinados assuntos, se as pessoas chegarem a determinada página e não se identificarem com o que está escrito.

Assim, quando comparamos o conteúdo com um palco, é para lembrar que do outro lado existem pessoas consumindo o que é escrito. Você precisará não somente prender a atenção, mas falar diretamente com o seu público e do modo que faça sentido, que auxilie ele no que estava buscando.

O desafio entre Combustível e Palco:

Como dica extra é importante também lembrar que quem está começando no Marketing de Conteúdo tende a puxar para um dos lados da Força: faz conteúdo de mais (quantidade) ou entre em um espiral de revisões (qualidade).

Cada qual é importante e você precisa encontrar a solução certa para sua empresa. Existe uma velocidade com o qual a sua equipe consegue criar ou aprovar conteúdos. E do mesmo modo, mesmo com um conjunto fantástico de especialistas, você não escreverá o “ebook do ano”.

A auto-avaliação será o melhor caminho. Comece por definir a quantidade, se tiver duvidas, comece com um artigo por semana e um Material Rico por mês, e depois vá aumentando a velocidade. Uma vez definida a constância da criação do conteúdo, considere trabalhar com prazos que permitam trabalhar a qualidade final desejada.

E você, utilizaria “Combustível” e “Palco” para explicar para alguém o seu Marketing de Conteúdo? Deixei um comentário ou compartilhe nas redes sociais!

Você gostou do nosso artigo? Compartilhe nas Redes Sociais!

Jean Vidal

Jean Vidal

CEO e Growth Hacker em Conexorama
Atuo há mais de 14 anos com Marketing Digital, tendo participado do nascimento da Resultados Digitais. Tenho experiências como Gerente de Ecommerce e participei diretamente na implantação de mais de 100 projetos de Inbound Marketing.
Jean Vidal
  • Pedro Correia Guedes

    Gostei das analogias, do tamanho do artigo e da simplicidade com que a temática ( marketing de conteúdo) foi tratada.

    • Obrigado @Pe@pedrocorreiaguedes:disqus 😉